Licitações de fachada

Lendo a nota da coluna do Verdelírio, com o título Milagres Licitatórios, ocorreu-me escrever a verdade sobre o que acontece na quase totalidade das licitações, em Maringá, e provavelmente na maioria dos municípios, estados. São licitações de fachada, tudo combinado, aparecem três empresas, mas já está estabelecido quem vai ganhar e quanto terá que repassar. Os valores são superfaturados, parte vai para pessoas (o prefeito nunca aparece, mas alguém recebe em dinheiro a parte).
O que estamos vendo na Laja Jato, no caso do Petrolão, que tantos demonstram estar escandalizados, acontece nas nossas barbas. Chega de hipocrisia, de falar em melhor gestão fiscal, transparência, que aqui a sociedade tem os olhos dentro da administração através do OSM. Há muita corrupção na Prefeitura de Maringá, como no tempo de Paolichi/Jairo.


Ou seria mentira, Paulo Vergueiro? Você que outro dia se mostrou indignado. Este caso do Portal do Parque do Ingá é emblemático. Vamos fundo para esclarecer. Queremos que provem o contrário. Que a administração Pupin/Barros é diferente da maioria corrupta que existe no Brasil. Falam tanto do do PT, mas talvez não escape um só partido. PP e PMDB , não perdem em nada para o PT, que aprendeu com eles. Há muita diferença entre Eduardo Cunha e o, e o , e, o, e e o, …. o nome está aqui, mas prefiro não escrever.
PS: Gostaria muito de estar errado, mas…
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.