Reinstalação da bomba deu chabu: fogo na fiação

Captação Pirapó

A reinstalação do primeiro dos seis motores da estação de captação da Sanepar no rio Pirapó, que começou a ser feita ontem à tarde e, segundo a companhia, deveria voltar a funcionar ainda à noite, deu chabu. A prometida bomba não entrou em funcionamento.
Os técnicos trabalharam até a 1 hora da manhã, tentando instalar a bomba. Quando ela foi ligada houve princípio de incêndio: pegou fogo na fiação, que ainda estava molhada. E olha que a turma havia desmontado tudo e secado.

Às 5 horas desta sexta-feira chegaram de Londrina mais dois motores, que haviam sido enviados para limpeza, secagem e manutenção, e agora prossegue o trabalho de reinstalação.
O receio é que de novamente o sistema pegue fogo.
PS – A Sanepar, em princípio, pode não confirmar esta informação.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

15 pitacos em “Reinstalação da bomba deu chabu: fogo na fiação

  1. Sugiro escafandros para essas bombas. Que deveriam estar instaladas a pelo menos uns dez metros de altura. Ouvi que a maior preocupação é com o cano que passa em cima de uma estrutura metálica – ponte que liga a casa de máquinas à outra margem do rio – que corria riscos de se desprender. E que caso isso ocorra, ninguém consegue precisar quanto tempo iria demorar para a reconstrução do duto que abastece Maringá.

  2. A solução mais simples e rápida seria a instalação de motobombas provisórias para captar a água do parque Alfredo Nyefler, que está a somente 700mts de distancia da unidade de tratamento da av. pedro taques. Não precisa ser gênio para ver uma coisa tão óbvia como essa!!!! Lamentável!!!!

  3. É muita incompetência, mandar as bombas para fazer manutenção em Londrina ?! Que absurdo, deve ser em alguma empresa de algum primo do ilustríssimo governador … Pegou fogo na fiação, esse pessoal da manutenção é ruim demais, serviço de amador, e por que a sanepar não tem bombas reservas ? Volto a perguntar, cadê os políticos maringaenses que dizem representar o povo, para pressionar a sanepar e ajudar fazer barulho, mostrar o descontentamento do povo . Daqui uns meses começam a aparecer esses safados pedindo votos e dizendo que querem nos representar, é revoltante !

    • Eder Yoshi diz:

      O que não falta aqui é técnico de extração de água da nasa… Pelo pouco que conheço do sistema achei ate antecipado já voltar a água nessa madrugada, a única medida a qual a Sanepar podia ter tomado preventivamente, é abrir poços e deixar em off, sem bombas, mas com fiação pronta, em caso de emergência poderia manter pelo menos todos lugares abastecidos, nem se for com 20% da vasão normal. Águas provenientes do escoamento urbano, Buração, Ingá etc, não podem ser consumidas, existem dejetos de difícil tratamento, como óleos minerais e metais pesados.

    • Ouvi também que havia bomba reserva. E que teria sido a primeira a ficar submersa…
      Isso que estamos numa cidade considerada de primeiro mundo… pelos lókis…

    • jane souza diz:

      ESSES SAFADOS QUANDO APARECEREM NO PORTAO, QUEM TIVER UM pITBUL, QUE SOLTEM, QUEM NAO TEM , JOGUEM UM LATAO DE AGUA QUENTE NA CARA DESSES BANDIDOS.

  4. Meus Amigos…Quando nos deparamos com situações como estas, e que vemos o quanto a população de Maringá é politicamente analfabeta. Votamos como uns asnos..Chega…Outra coisa, não são todos, mais a maioria destes funcionários da Sanepar são incompetentes e extremamente arrogantes…Tente ir fazer um pedido ou reclamação na sede da Empresa e vc constatará o que estou dizendo…Como pode…instalar um equipamento sem a certeza de que o mesmo esta em condições de utilização..Em um País sério, toda esta Diretoria da Sanepar e alguns técnicos deveriam ser demitidos…Abraço.

    • Boa cara foi o q a repórter da RPC disse e outra o único jornal da TV que está pegando no pé da sanepar pq os outros dependem de puxar o saco de político e empresas pra estar no ar

  5. Marcelo blazer diz:

    Devem ter secado no sopro…..pois a palavra de ordem dessas empresas é lucro.de preferência exorbitante e gastos mínimos.

  6. POLAQUINHO diz:

    Quanta bobagem. A diretoria da SANEPAR ou de qualquer outra estatal é parte de um loteamento político e ficam em Curitiba. Então não batam nos abnegados funcionários locais. Vocês não sabem o quanto eles lutam para que tenhamos um serviço de qualidade. Não adianta dar murro em ponta de faca. Tudo está dominado.
    Então poupem os servidores locais. Eles dão o máximo de sí, mas não podem discutir decisões emanadas por gente que, de água, a única coisa que conhecem é que ela serve para beber.
    Houve um excesso de chuvas. Inundou tudo. Para que essas bombas fiquem em nível ainda mais alto para não inundarem, devem ser substituídas por outras de maior potência de sucção e força para empurrar a água captada por 13 km ladeira acima. Mas isso não é permitido pois custa muito caro, e então……….. o resto da história vocês podem concluir.
    Mas parem de bater em pessoas que trabalham até sem receber as horas extras a que são submetidos. É o mínimo de justiça que pode ser feita com esses servidores.
    Não, não sou servidor da SANEPAR. The end.

  7. Depois de tudo que aconteceu, espero que isto pelo menos sirva de experiência para que não se repita. As criticas devem ser feitas com o objetivo de construirmos um futuro melhor e mais seguro, onde através dos percalços possamos tomar providências para não repeti-los
    Devemos cobrar sim um plano B para que no futuro isto não volte ocorrer. Associação Comercial, Codem, Prefeitura,Ministério Público e quem mais quiser devem exigir imediatamente que a Sanepar apresente um plano B para o caso que ocorreu, inclusive indicando um prazo para que a empresa providencie tal plano, e que caso não o faça possa até vir a perder a concessão do serviço. Queremos isso já. Imagine se o rio tivesse arrastado estas bombas???

Deixe seu pitaco