A vez do secretário

Como o blog informou na semana passada, um programa de televisão da TV Maringá (Band) defendeu um infrator – um homem chamado Baiano, que tinha cavalos num fundo de vale, o que é proibido por lei.
Uma operação envolvendo vários órgãos municipais, incluindo GM e Polícia Ambiental, retirou os cavalos; o rapaz, que tem histórico de agressividade, teve que ser acalmado com o disparo de uma Taser.

Guardas municipais, nas redes sociais, chegaram a falar em processar o programa policial, por ter sido parcial. Desde que o programa entrevistou Baiano, que fez cena, chorou e recebeu a doação de dinheiro de vários políticos – comprovando que Maringá é mesmo a capital dos lókis -, o secretário de Meio Ambiente, Umberto Crispim, vinha tentando dar sua versão, já que foi sua secretaria que comandou a operação.
O blog soube que o programa queria gravar uma entrevista com Crispim, mas este exigiu os mesmos 18 minutos ocupados por Baiano, e ao vivo, como direito de resposta. Foi o que aconteceu hoje. O programa não disponibiliza suas edições na internet.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.