Confirmadas duas mortes por H1N1; uma delas é de Maringá

Duas gestantes jovens são as primeiras vítimas fatais da gripe H1N1 no Paraná em 2016. As mortes, em Maringá e São José dos Pinhais, foram confirmadas hoje pela Secretaria Estadual da Saúde.
A paciente que morreu em Maringá tinha 22 anos, teve início dos sintomas em 13 de março e morreu no dia 18 com uma evolução rápida para um quadro grave de insuficiência respiratória.

A gestante de São José dos Pinhais, de 25 anos, também apresentou os primeiros sintomas no dia 13 e morreu 15 dias depois, em 28 de março, por parada cardiorrespiratória. As duas apresentaram resultados positivos de exames laboratoriais para a presença do vírus H1N1.
Este ano, desde janeiro, o Estado contabiliza 83 casos de influenza, o vírus causador da gripe, dos quais 60 de H1N1.
A Secretaria da Saúde recomenda que ao apresentar os primeiros sintomas deve-se procurar atendimento médico e comentar a possibilidade de um quadro de gripe. “Em epidemias anteriores tivemos um número alto de óbitos em gestantes e jovens. Isso mostra que o cuidado deve ser redobrado nesses casos”, alerta a superintendente de Vigilância em Saúde, Cleide de Oliveira. (Via Paraná Online)

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.