Raspando o tacho

Após surpreender a presidente Dilma Rousseff (PT) e mudar de lado, apoiando o impeachment, o deputado federal Ricardo Barros, tesoureiro-geral do PP, raspa o tacho.
Ontem o Ministério da Saúde – que ele próprio quase assumiu – anunciou recursos para manter 10 leitos de UTI no Hospital Municipal de Maringá.

A partir de maio o município passará a receber uma parcela mais alta do governo para atender média e alta complexidade ambulatorial e hospitalar, um repasse anual de mais R$ 1.397.862,40.
A propósito: Antonio Carlos Nardi, secretário nacional de Vigilância em Saúde, indicado por Barros, não pediu o boné do governo petista.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.