Inidoneidade

A Controladoria Geral da União declarou a Construtora Mendes Júnior como inidônea por conta de irregularidades envolvendo a empresa nas investigações da Operação Lava Jato. A empresa agora está proibida de assinar novos contratos com a administração federal por, pelo menos, dois anos, informa Marcelo de Moraes.
A Mendes Junior ocupa lugar especial no coração do capo Ricardo Barros, que andava pra cima e pra baixo à época em que era diretor técnico da Urbamar com um lobista da empresa mineira. Aliás, conta-se que foi por causa de doação financeira da Mendes Junior ao ex-prefeito Said Ferreira que ele perdeu o cargo.