Assessoria

Dos três pré-candidatos a prefeito pelo Partido dos Trabalhadores de Maringá, pelo menos um é assessor de parlamentar do PT. Humberto Boaventura da Silva Sá é, desde o ano passado, ajudante parlamentar junior (remuneração básica de R$ 1.853,89) do gabinete da senadora Gleisi Hoffmann, cujo marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, muito ligado ao deputado federal Enio Verri, encontra-se preso em São Paulo.

Também é cargo comissionado da senadora Arilson Maroldi Chiorato, de Mandaguaçu, ex-chefe de gabinete e Verri e que foi candidato a deputado estadual em 2014 (27.299 votos). Ele é ajudante parlamentar sênior, com remuneração básica de R$ 18.912,35.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.