Estado de greve

beto-cida

O governo Beto-Cida continua fazendo estragos.
Hoje, professores da UEL, UENP e Unespar decidiram por unanimidade a instalação de estado de greve, assembleia permanente e uma agenda de mobilizações contra a sinalização do governador Beto Richa (PSDB) de enviar à Assembleia Legislativa do Paraná um projeto revogando a lei que, no ano passado, encerrou a greve do funcionalismo.

Também foram aprovadas medidas para mobilizar professores e pressionar deputados contra a proposta, informa Fábio Silveira. Leia mais.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

Um pitaco em “Estado de greve

  1. Acredito, nesse momento, que o Paraná enfrentará a sua maior greve. Sem exceção, todos os servidores deverão parar. Todos são trabalhadores e, como tal, também tem direito a reposição da inflação para não perderem poder de compra. Todos tem compromissos financeiros, contas e financiamentos. Não é justo que alguns paguem pelos desmandos de outros.

Deixe seu pitaco