Site diz que a administração tentou inviabilizar ONG que fiscaliza o poder público

Observatório Social

Assessores da administração municipal tentaram cortar a ajuda feita por empresas privadas para a manutenção do Observatório Social de Maringá.
A informação é do site Manchete, segundo o qual assessores estiveram com diretores do Centro Universitário Unicesumar, Sicoob e Cocamar pedindo que cortassem o repasse de recursos ao OSM, imaginando que cessaria a fiscalização que a ONG faz do poder público, principalmente com os gastos excessivos e irregulares.

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Maringá, José Carlos Valêncio, garantiu que, mesmo que a prefeitura conseguisse retirar o apoio das empresas ao Observatório, a Acim “daria um jeito de bancar, pois o trabalho que é desenvolvido pelo Observatório é imprescindível para uma comunidade que visa a ética e transparência no poder público”.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.