Aos vereadores de Maringá…

… que estão preocupados com a fiscalização do dinheiro público, especialmente depois que vieram à tona os esquemas da Odebrecht e JBS: quem tal olharem para Maringa? Vejam esta postagem, que fizemos há pouco mais de dois anos.
Em resumo:

Vejam este exemplo da Prefeitura de Maringá: No começo de 2014 publicou o edital de tomada de preços n° 005/2014, que resultou no processo nº 0046/2014- para contratação de empresa especializada para prestação de serviços técnicos de assessoria e gestão, elaboração e implementação de controle de projetos de sistemas e de infraestrutura e atualização do Plano Diretor de Tecnologia da Informação, no ambiente de tecnologia da informação da Secretaria Municipal de Gestão – Secretaria de Recursos Materiais Abastecimento e Logística.
Duas empresas se apresentaram para concorrer: Elotech Informática e Sistemas Ltda. e Nemetronics Prestação de Serviços de Informática Ltda. Após análise dos documentos, a comissão decidiu: a) inabilitar a empresa Elotech por descumprir ao item 3.1.2.4 letra “c’ do edital, deixando de apresentar a comprovação de que a empresa proponente prestou garantia de proposta; b) habilitar a empresa Nemetronics, uma vez que atendeu as condições contidas no edital. Resultado: a Nemetronics foi a vencedora com o preço de R$ 17.675,00, mensais por um contrato de 60 meses (12 meses renováveis automaticamente).
Alguns detalhes chamam a atenção: A Elotech não apresentou recurso contra a decisão da comissão de licitação. Esta empresa presta serviços ao município desde 2009, pelo menos, tendo inclusive assinado um aditivo recentemente elevando para R$ 45.000,00, o valor que recebe. Por que deixaria de cumprir uma exigência tão simples do edital, a de prestar garantia da proposta? Por que não recorreria, pedindo um prazo para apresentar? Outro detalhe a Nemetronics, outra concorrente, vencedora tem como administrador o sr. Luiz Formighieri Neme, que prestava, ou já prestado serviços de consultoria à prefeitura, como contratado ou comissionado, conforme constatação de Observatório Social.
Meu comentário (Akino): O que acha, vereador Homero? Poderia verificar se este contrato está em vigor? Será com esta postagem estamos ofendendo algum político? Ou defendendo os interesses dos contribuintes? Vai dar atenção ou prevaricar?
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.