Operador de computador?

Câmara

Fiquei surpreso com a abertura de vagas, ainda que para cadastro reserva, para o cargo de Operador de Computador na Câmara Municipal de Maringá com a seguinte descrição:

Baratek 10

CARGO 204: Operador de Computador. Requisitos: Ensino Médio Completo; Experiência de 1 ano. Descrição sumária: operar microcomputadores, acionando os dispositivos de comando, observando e controlando seu funcionamento, para processar programas elaborados. Descrição detalhada: executar tarefas inerentes aos serviços de operação em processamento de dados; operar equipamentos de processamento de dados; ajustar os equipamentos de acordo com o meio a ser utilizado (discos, disquetes, pen drives, cartuchos, etc.); interpretar as mensagens exibidas no vídeo do console, visando à adoção de medidas de ajustamento do sistema e de programas de usuários que se encontrarem em execução; atender solicitações dos usuários; manter atualizados os arquivos e documentação dos backups; notificar as irregularidades observadas no funcionamento do sistema; manter contato com as empresas de assistência técnica, quando da necessidade de manutenção de equipamentos; executar outras tarefas correlatas.
Meu comentário (Akino): Este cargo foi criado nos anos 80, quando o uso de computador estava começando e o início do fim da máquina de datilografia. Hoje não há mais espaço para este cargo que deve ser extinto assim que o último ocupante o deixar vago. Não tem sentido. Sugiro ao presidente Hossokawa que determine a revisão do edital, passando a eventual vaga para Auxiliar ou Assistente administrativo. Há outros cargos que precisam ser revistos. Sugiro aos vereadores, em especial, Jean Marques, com experiência que tem, promovam uma revisão administrativa.
PS: Acho vergonhoso para a Câmara um edital este cargo.
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.