Fiscalização encontra problemas em restaurantes e churrascarias

O Procon de Maringá realizou em parceria com a Fiscalização Integrada da Secretaria de Fazenda a segunda etapa da Operação Dia dos Pais (a primeira foi a fiscalização de vitrines), sendo fiscalizados restaurantes e churrascarias do município. Todos os estabelecimentos apresentavam algum tipo de irregularidade.

Em nove dos dez estabelecimentos fiscalizados, foram constatados mais de 190 quilos de alimentos impróprios para consumo, incluindo produto vencido há quase três anos, descartados imediatamente em seguida. Problemas com alvarás de funcionamento, incluindo alvará vencido e cassado, também foram encontrados, com a emissão de embargo pela Fiscalização Integrada dos estabelecimentos.
Além de problemas com alimentos e alvarás, a fiscalização constatou que alguns estabelecimentos não disponibilizavam o Código de Defesa do Consumidor (CDC), número de telefone do Procon, preço do cardápio e forma de pagamento na entrada do comércio.
Todos os estabelecimentos foram orientados, cadastrados e informados que haverá futuras visitas. O Procon segue com as medidas cabíveis.
A fiscalização é mais uma ação do Procon para melhorar as relações de comércio no município, prezando pelo cumprimento do CDC que tem como um dos objetivos a proteção a vida, saúde e segurança contra os riscos provocados por práticas de fornecimentos de produtos e serviços.
Denúncias sobre o descumprimento do CDC pode ser feitas pelo telefone 3293-8150. (PMM)

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.