Empresas são citadas

Uma coisa é certa na delação do ex-superintendente regional do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Daniel Gonçalves Filho, preso em março com a deflagração da Operação Carne Fraca no Paraná:

ele já citou o envolvimento com irregularidades de empresas de Maringá e região.
Daniel já comandou o escritório regional do Mapa em Maringá e foi acusado de encabeçar o esquema criminoso ao lado da chefe do Setor de Inspeção de Produtos de Origem Animal, Maria do Rocio Nascimento, com quem trabalhava em Curitiba. O esquema envolveu fiscais agropecuárias e empresas do setor.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.