Vídeo: Trevizan diz que vincular prefeito é irresponsabilidade

“Nós não temos absolutamente nada a ver com a denúncia contra o vereador Homero Marchese e tentar nos vincular com isso é uma grande irresponsabilidade”, disse o chefe de gabinete do Gabinete de Maringá, Domingos Trevizan, a respeito do vídeo editado e legendado, com ameaças, que tenta ligar seu autor ao prefeito Ulisses Maia.

Os vereadores Carlos Mariucci e Homero Marchese registraram queixa na delegacia de polícia a respeito do vídeo. Dramático, o investigado disse, em reportagem de Walter Tele no Maringá Post: “O processo é uma farsa e agora pode se tornar uma tragédia”.
Lima, no programa Tribuna da Massa, na TV Tibagi (Rede Massa/SBT), afirmou que o vídeo é uma montagem feita a partir de uma conversa com amigos. “Falei brincando, numa conversa com amigos. Jamais ameaçaria alguém”, afirmou.
As ameaças de Lima, segundo o portal, são dirigidas a um ex-amigo dele, o internauta Jota Silva. Os dois teriam se desentendido por questões pessoais e políticas.
A Comissão Processante contra Marchese vai do plenário da Câmara de Maringá à delegacia da Polícia Civil: já foram feitas queixas por furto de celular e agressão física, por parte de familiares do investigado, no dia da instalação da CP; ameaças feitas pelo tio do investigado ao relator do caso, Carlos Mariucci, no meio da rua, dias depois; as duas de hoje por causa do vídeo; e, como o blog já publicou, pelo menos três vereadores sentiram-se ameaçados por um homem ligado a Marchese; as ameaças teriam sido feitas por aplicativo de mensagens e e-mail.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.