Prefeitura de Maringá busca parceria com entidades para abrigo de moradores em situação de rua

Além da intensificação dos serviços de assistência social e de saúde nas proximidades do Centro Pop e do Albergue Santa Luiza Marillac (na rua Fernão Dias), a Prefeitura de Maringá se reunirá com entidades religiosas e voluntários que abrigam moradores em situação de rua para formalização de serviços e possível destinação de recursos caso haja previsão legal para as ações.

A medida foi definida em reunião hoje com o prefeito em exercício Edson Scabora, o promotor de Justiça, Maurício Kalache, o secretário de Saúde, Jair Biatto, representantes da Polícia Militar, Guarda Municipal, do albergue, da Secretaria de Assistência Social, de setores com algum envolvimento na área, além de empresários que reclamam da insegurança na região.
No encontro também foi definido o aumento de patrulhamento na região da Polícia Militar e de força tarefa da corporação em parceria com a Guarda Municipal. Sobre os imóveis, a Sasc visita outros locais para a transferência do Centro Pop e devido questões técnicas, como desnível de dois metros e inviabilidade de construção de passarela para entrada no albergue, está descartada a abertura de acesso da instituição pela avenida Guaíra. (PMM)

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.