Um ministério pra chamar de seu

Trecho de artigo de José Nêumanne:

Certo é que o tal Ministério da Segurança Pública vai custar mais uns caraminguás da conta que não será mais economizada da reforma Porcina da Previdência, aquela que só foi por nunca ter sido.

Mas, mesmo havendo 12,2 milhões de desempregados espalhados pelas calçadas e pelos abrigos do País, o Brasil é a pátria das oportunidades, e não apenas para refugiados venezuelanos. Então, é o caso de desejar que no novo posto, sob a égide do Marun da vez ou do Ricardo Barros do resto do ano, Fernando “Por què no te callas?” Segovia continuará tendo de calar a boca. Pois foi isso que mandou o ministro do STF Luís Roberto Barroso – o que sempre será um alívio para seu chefe, senhor, protetor e protegido. E incontida alegria dos governadores gastadores, ineptos e incompetentes, que poderão torrar à vontade seus orçamentos e deixar a polícia por conta da viúva rica. Na íntegra.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.