Barros fica até o dia 5

Estava tudo certo para o ministro da Saúde, Ricardo Barros, deixar o cargo amanhã. Mas a indefinição quanto ao substituto adiará seu afastamento, que deverá ocorrer só no dia 5 de abril.

O atual presidente da Caixa, Gilberto Occhi, é um dos cotados para substituí-lo, mas as negociações envolvendo o PP e o Planalto estão difíceis. A informação é de Murilo Ramos, da coluna Expresso, do site da revista Época.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.