Quase uma revolta

Completado mais de um ano após o início do processo da primeira licitação de publicidade da administração municipal, eis que da mídia começam a se levantar vozes contra o inusitado atraso.

Provocado por recursos movidos por agências de propaganda, é impossível não associar o atraso à última mexida no tabuleiro por parte da Trade, de Curitiba, que pertence ao publicitário Adalberto Diniz, que, como se vê na foto de 2010, empunhou bandeira pró-Ricardo Barros – o mesmo da ‘decisão salomônica’ envolvendo milhões em publicidade da gestão do PP. O caso está emperrado no Tribunal de Contas do Paraná, tão solícito na época de Paulicchi. Embora culpe o processo licitatório em si, o fato é que a coincidência é interessante, para dizer o mínimo.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.