‘Mentira é coisa do capeta’

“A oposição vem aqui a todo o momento dizer que este é um governo golpista, que tira recurso da educação, que tira recurso da saúde, que aprovou uma lei para retirar direitos dos trabalhadores. O povo brasileiro é inteligente e não vai acreditar mais nessas mentiras deslavadas, assim como é mentira que o presidente Lula é um preso político”.

O comentário foi feito pelo deputado federal Edmar Arruda, ao discursar na Câmara Federal no último dia 25.
“Os senhores vão ficar aqui, aproximadamente até 2030, fazendo obstrução, porque o Lula não é um preso político! O Lula foi preso pelo crime que ele cometeu! Eu vejo alguns deputados e deputadas da oposição virem aqui xingar o Juiz Sergio Moro. Esperem um pouquinho: agora é o juiz Sergio Moro que é bandido? E o Lula é inocente?
“Preste atenção, Oposição! O Lula não pode ser candidato. Ele foi condenado! Ele está na prisão! Ele não tem condições de ser candidato. Os senhores querem enganar quem? Vamos parar com essa conversa. Vamos parar com esse discurso de que o Lula é preso político. Isso está fazendo mal aos deputados daqui!”, acrescentou, em meio a uma intervenção em que destacou números do crescimento econômico no país.
“Vamos lidar com a verdade! Nós queremos a moralização do Parlamento. Nós queremos respeito enquanto políticos. Nós seremos os primeiros a parar de vir a esta tribuna dizer mentira. Mentira é coisa do capeta! Esse negócio de que Lula é inocente é seita do diabo! O Lula está preso porque ele cometeu crime. E a lei pune quem comete crime”, disse, sob aplausos de colegas.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.