Papelão maringaense

Do leitor:

Londrina, oito de maio, lá pelas 18h25. Trânsito pesado. Rua Professor João Cândido, perto do Terminal Urbano Central. Muitos carros para uma rua estreita. Ladeira abaixo, um automóvel branco de Maringá, placa BBX, trafegava na via direita reservada para coletivo urbano.

Em apuros, seta ligada, outro automóvel segura o trânsito e o “maringaense” consegue ir na pista certa. Só que o passageiro maringaense do banco de trás estragou toda aquela gentileza, arremessando lixo (papéis) para fora do carro. Alguns motoristas londrinense ficaram indignados, pois a fama que temos de Maringá é que o trânsito da “cidade Canção” é civilizado. Tal passageiro mostrou o contrário.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.