As árvores desapareceram

Na avenida Brasil, Vila Operária, em Maringá, duas árvores que estavam defronte a agência do Banco Santander sumiram.

No lugar de uma delas o espaço foi fechado com calçada; teme-se que o mesmo se repita quando retirarem o toco da outra árvore. Aguarda-se que a Semusp tome providências.
Confira como era e como ficou a fachada do banco.


Antes


Depois

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

10 pitacos em “As árvores desapareceram

  1. Quem cortou as árvores? Que a pasta responsável pelo meio ambiente tome as providências. Em Maringá, a motosserra anda solta, e a prefeitura não toma as devidas providências!

  2. As arvores tem sido extirpadas e a prefeitura pouco faz..daqui a pouco teremos arvores apenas nos canteiros centrais das avenidas….cadê a Acim que não faz campanha contra comerciantes que destroem arvores do passeio público?

  3. É lamentável… isso é crime ambiental e a SEMA tem que tomar providências urgente contra esse crime e punir os responsáveis com multas, bem como plantar imediatamente novas arvores. É preciso que tenha mais gente da imprensa assim como esse blog que faça as denúncias pra que seja tomada as providências.

  4. Tenho um pedido, desde 2001,renovei esse pedido, no tempo dos Barros,e agora com ulisses renovei novamente. No meu caso está defronte a um portão,que atrapalha a manobrar caminhões.gostaria de saber se a prioridade tem um lado só.

  5. De que adianta questionar a SEMUSP? Logo logo a prefeitura (semusp) aparece dizendo que as árvores estavam “condenadas” e que o corte devia ser feito. Apesar da gente ver que estavam saudáveis. É sempre assim…Ja me estressei muito vendo árvores cortadas indevidamente. A desculpa é sempre a mesma. Não vale a pena lutar pela causa. Ulisses Maia usou a poda de arvores indevida em campanha para prefeito, mas até hoje nada faz para combater isso. E Maringá caminha a passos largos pra se tornar uma cidade comum, já que nosso diferencial de beleza esta na riqueza de arvores que temos/tinhamos.

  6. O PIOR É QUE ESTES QUE CORTAM VÃO ESTACIONAR EMBAIXO DAS ÁRVORES AO LADO PARA NÃO TEREM O SOL NA CARA. TURMA DE CHOPINS.

  7. Contribuinte diz:

    O Banco Santander “comprou” a folha de pagamento do município, incluindo servidores e aposentados, daí que o corte das árvores deve ter sido um bônus.

  8. indignado diz:

    é em frente bancos,grandes lojas[no centro]não tem arvores grandes,só raquiticas acho que é para não tirarem a visão das lojas,mas onde precisa realmente podarem necas…

Deixe seu pitaco