Mandado de segurança

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná julgará esta semana o mandado de segurança impetrado pelo ex-prefeito Silvio Barros II e a coligação que integrou, em 2016, na disputa pela Prefeitura de Maringá. Tentam se livrar mais de R$ 7,4 milhões em multa por descumprimento de decisão da Justiça Eleitoral.

A relatoria é do juiz Pedro Luís Sanson Corat, que em fevereiro suspendeu a cobrança até o julgamento do mérito do mandado.
As multas referem-se à veiculação irregular do chamado “Canal Maringá” em inserções de propaganda política, que buscavam confundir o eleitor, na última campanha eleitoral.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.