Socialismo cristão

Dia desses, ao postar sobre a situação da Venezuela e considerar que o governo Maduro é uma ditadura, disse que não sou de esquerda, nem de direito, procuro ser reto e se há um sistema de gostaria de ver implantado em todos os governos do Planeta, seria o socialismo cristão.

A propósito, reflitamos: ‘Até hoje, todos os sistemas humanos apresentaram falhas, porque os legisladores, quando fazem as leis, deixam sempre lugar para a usura, para que ela lhes assegurem mais poderes. Quem faz as leis se esquece do amor, do perdão e dos direitos da criaturas. Somente um sistema político-social salva as nações dos desencontros e das dúvidas, dando a cada um o que ele precisa receber: é o socialismo cristão.
No dia em que uma nação experimentar, sem medo e com confiança, esse tipo de conduta, tudo será harmonioso, dos lares à nação. É necessário educar as crianças, com mais amor, teto, comida e as letras sagradas oriundas do Divino Amigo’.
Que este texto extraído do livro Iniciação – viagem astral, de João Nunes Maia (seria parente do Ulisses?) sirva para reflexão de políticos que fazem leis como a que dá direito a ex governadores, no Paraná, com apenas 8 meses de mandato, como no caso da ex-governadora Cida Borghetti, que tenham uma renda mensal vitalícia de mais de R$ 30.000,00 mensais, enquanto os demais mortais sofrem para se manter no emprego e depois de 35 anos ou mais de trabalho tenham aposentarias mínimas.
Não se esqueçam que a semeadura é livre e cada um colherá o que plantou. Sejam maduros (amadurecidos), não ‘maduros’ ditadores, desumanos, enganadores. ‘As câmeras de vigilância de Deus’, gravam tudo. Do outro lado não será possível enganar.
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.