Sem restrições

Apesar do posicionamento público, na campanha eleitoral e logo depois dela, de que não votaria na reforma previdenciária com o texto enviado pelo governo federal, o deputado federal Sargento Fahur (PSD) já aparece no monitoramento publicado no Estadão como voto favorável ao Planalto.

Até então sabia-se ele tinha restrições, como a idade mínima de 65 anos. Agora, o nome do deputado aparece como voto a favor, sem nenhum tipo de restrição. Da mesma forma, Ricardo Barros (PP), que era tido como indefinido, definiu o voto favorável pela reforma da Previdência.
Luiz Nishimori (PR) não aparece com posição definida e Enio Verri (PT) é contra.

(Reprodução TV Maringá)

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.