Ex-secretário é punido

O deputado estadual Michele Caputo Neto (PSDB/foto), que é nascido em Maringá, é um dos três condenados a devolver R$ 69.876,20 ao tesouro estadual. O motivo: a contratação sem licitação de um hotel, em Curitiba, para realizar reuniões do Conselho Estadual de Saúde em 2016.

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná julgou procedente tomada de contas extraordinária que examinou a regularidade da dispensa de licitação nº 30/2016, realizada pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa).
O procedimento auditado resultou na contratação do Hotel Nikko, em Curitiba, para fornecer hospedagem, alimentação e aluguel de salas, com o objetivo de possibilitar as reuniões do Conselho Estadual de Saúde na capital paranaense entre fevereiro e agosto de 2016, ao custo total de R$ 306.844,80.
O então secretário estadual de Saúde, Michele Caputo Neto; o ex-superintendente administrativo e de Logística Especializada da Sesa, Pythágoras Schemidt Schoroeder; e o antigo secretário executivo do Conselho Estadual de Saúde, Maurício Mesadri, além do Hotel Nikko, serão obrigados a restituir, de forma solidária, R$ 69.876,20 ao tesouro estadual. O valor deve ser corrigido monetariamente quando do trânsito em julgado do processo. Leia mais.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.