Medida provisória modifica norma sobre acidente de trabalho

O deputado federal paranaense Paulo Martins (PSC/foto) apresentou ontem parecer favorável à medida provisória envida pelo governo que propõe que não sejam mais consideradas acidentes de trabalho as eventualidades que ocorrerem no percurso de casa para a empresa ou no trajeto de volta para a residência.

Baratek 10

Segundo Martins, aliado do presidente Jair Bolsonaro, já que a reforma trabalhista, aprovada em 2017, não considera como jornada de trabalho o tempo de deslocamento do empregado, a legislação previdenciária tem que se adaptar às novas regras, informa Thiago Resende, na Folha de S. Paulo.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.