O PP e os estoques da Saúde

O PP, que mandou no Ministério da Saúde nos últimos tempos, praticamente acabou com os estoques de medicamentos, colocando em risco milhões de pacientes do sistema público em todo o Brasil.

Ontem à noite o Jornal Nacional veiculou reportagem a respeito e informou que, dos 134 medicamentos que o Ministério da Saúde compra e distribui para os estados, 25 estão em falta ou com entregas insuficientes. Outros 18, com estoques muito baixos, podem acabar em menos de 30 dias.
Os medicamentos já esgotados servem para tratamentos contra câncer de mama, leucemia em crianças e inflamações, por exemplo. O ministro Luiz Henrique Mandetta disse que encontrou o Ministério da Saúde com alguns estoques de remédios zerados e outros com o mínimo necessário. Leia mais.

(Imagem: Reprodução JN/Globo)

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.