Arilson cobra dados sobre
queimadas e desmatamento

Com a recente onda de incêndios e queimadas florestais que vem ocorrendo durante o período de estiagem no Brasil, o deputado estadual Arilson Chiorato (PT) solicitou ao secretário de Estado de Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Márcio Nunes, informações à respeito da adoção medidas preventivas às práticas ilícitas de desmatamento e queimadas de vegetação em áreas rurais e urbanas.

“Precisamos de dados atualizados sobre essa questão em nosso Estado. Queremos informaçoes sobre a adoção medidas preventivas às práticas ilícitas de desmatamento e queimadas de vegetação em áreas rurais e urbanas”, afirma Chiorato. – na foto com a deputada Luciana Rafagnin e Soldado Adriano José. O requerimento foi aprovado ontem na Assembleia Legislativa do Paraná e segue para os trâmites internos da casa.
Para o deputado, a questão ambiental deve ser prioridade, tendo em vista que o Estado do Paraná possui vários biomas de preservação. Dados divulgados pelo Corpo de Bombeiros indicam que desde 1º de janeiro até 22 de agosto, foram registrados mais de 8 mil focos de incêndio no Paraná.
“A situação que estamos enfrentando no Brasil traz projeções alarmantes, devido à ação humana contra a natureza e a conivência com os crimes ambientais por parte do governo federal. Precisamos buscar políticas públicas que vão de encontro com a preservação do meio ambiente. Afinal, qual mundo deixaremos aos nossos filhos se seguirmos nesse ritmo?”, questiona. (Divulgação)

(Foto: Orlando Kissner/Alep)

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

Deixe seu pitaco