Maringá tem a menor taxa de homicídios do Paraná

De acordo com o relatório da Secretaria de Segurança Pública do Paraná, a taxa de homicídios de Maringá foi a menor do Paraná entre os municípios de maior porte, no primeiro semestre do ano.

O índice de homicídios foi de 3,06 para cada 100 mil habitantes. Ao todo, foram 13 homicídios, sendo oito com intenção de matar, um latrocínio e quatro casos de lesão corporal que resultaram em morte. A segurança na cidade é feita pela Polícia Militar, com apoio da Guarda Municipal, ligada a Secretaria de Segurança Municipal.
Os serviços da guarda são acionados pelo telefone 153 para intervir em diversas situações, como dano ao patrimônio público, violência doméstica, crime ambiental e perturbação do sossego. O atendimento é 24 horas por dia. Segundo o presidente do Conselho Comunitário de Segurança de Maringá (Conseg), Coronel Antonio Tadeu Rodrigues, se o ritmo continuar dessa forma, o índice será ainda menor.
“Em 2018 a taxa foi de 7,9 homicídios para cada 100 mil habitantes em Maringá. Faz tempo que a cidade tem um índice baixo, temos parceria boa entre as polícias militar e civil. Os crimes que acontecem são, na maioria, entre bandidos, por conta de drogas. Se compararmos com Foz do Iguaçu e Curitiba, por exemplo, vemos que Maringá está bem abaixo. Isso faz perceber que estamos no caminho certo”, afirma. Foz do Iguaçu registrou mais que o dobro nos seis primeiros meses do ano. Foram 33 casos, o que corresponde a uma taxa de 12,76 homicídios para cada 100 mil habitantes. Leia mais.

(Foto: Vivian SIlva/PMM

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.