Mais uma exclusão

A disposição do deputado estadual Homero Figueiredo Lima e Marchese de se atritar com parte da imprensa e principalmente com colegas – como acontecia quando cumpriu seu meio-mandato de vereador em Maringá – poderá lhe render um troféu, o de político que mais vezes foi excluído de grupos de WhatsApp.

A mais recente dele , sobre a verba de ressarcimento, tema de reportagem da emissora considerada  “sensacionalista”, “tendenciosa” e “demagógica”, teve um resultado imediato: ele foi retirado do grupo de deputados estaduais da Alep no WhatsApp.

A exclusão do político, que recebeu a maior parte de recursos para sua campanha da direção nacional do Pros, partido que coligou-se com o PT e apoiou Fernando Haddad a presidente da República em 2018, não foi a primeira.

Antes ele havia sido excluído de vários outros grupos do aplicativo, de Curitiba e Maringá.

PS – Por falar em RPC, este mês faz aniversário do vazamento de informações que estavam no meu celular, instrumento de trabalho roubado por uma pessoa ligada ao então vereador, durante uma sessão do Legislativo na qual fui agredido fisicamente por seus familiares.

(Foto: Dálie Felberg/Alep)

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.