Pura maldade

Não existem limites para os maldosos. Circula hoje um vídeo ele a informação de que a enfermeira (Sandra M. Guerra) tinha sido demitida por mostrar, “ingenuamente”, vagas para covid-19 no Hospital Couto Maia (na verdade, Instituto Maia Couto).

A enfermeira chama-se Maria das Graças Santos, uma das guerreiras à frente daquele instituto, referência em covid-19. O vídeo foi gravado dia 21 de março, quando terminaram de montar o aparato para atender pacientes. Os maldosos que repassam o vídeo querer dar a entender que foi gravado ontem, 21.

O objetivo é o mesmo: dizer que a doença não existe. Em comum na maldade no fake é o bolsonarismo.

Assista o vídeo, divulgado dia 22 de março, aqui.

Faça parte do nosso grupo no Telegram e receba as principais notícias do dia – Clique aqui

Faça parte do nosso grupo no WhatsApp e receba as principais notícias do dia – Clique aqui

Advertisement
Advertisement