PF esteve hoje no escritório de Roberto Bertholdo

Ex-conselheiro da Itaipu Binacional (indicado pelo ex-deputado José Borba), ex-advogado de Ricardo Barros, líder do governo Bolsonaro, e eminência parda do curto governo Cida Borghetti, o advogado Roberto Bertholdo voltou ao palco hoje, na operação envolvendo o governador Wilson Witzel.

A Polícia Federal cumpriu pela manhã mandados de busca e apreensão no escritório de Bertholdo, em Brasília, em ação acompanhada por representantes da OAB. Também haveria um mandado de prisão. O advogado trabalha para o Instituto de Atenção Básica e Avançada em Saúde (Iabas), responsável por hospitais de campanha no Rio e atuou para a assinatura de contratos de emergência entre o Iabas e o governo estadual, em que foram encontrados indícios de irregularidades.

Advertisement
Advertisement