Pedágio: Pátria, vencedor do lote, pede adiamento da assinatura de contato

Lote 1 do novo pedágio foi arrematado em agosto

O Grupo Pátria, vencedor do lote 1 do pedágio no Paraná com leilão na Bolsa de Valores em 25 de agosto passado, solicitou à Agência Nacional de Transportes Terrestres o adiamento de prazos para assinatura do contrato. A informação é de Juliet Manfrin, da Gazeta do Povo.

O pedido foi aceito pela ANTT no dia 9 de novembro e o contrato que deveria ser assinado em 29 de dezembro, agora deve ser referendado em 26 de janeiro de 2024. “Nesse sentindo, a Comissão de Outorga informa que o pedido foi deferido sendo necessário a adequação do Cronograma de Edital, com a adição de 20 dias úteis para a entrega dos documentos”, comunica a ANTT, sem esclarecer os argumentos que embasaram o pedido da concessionária.

O Grupo Pátria, que venceu o leilão com desconto de 18,25% e não quis se manifestar sobre a mudança de prazos, é o mesmo que detém o controle do plano de saúde e hospital Humana (antigos Santa Rita Bom Samaritano, respectivamente).

Foto: AEN

Advertisement
Advertisement