Beteti lança livro em São Paulo

Maringaense conta a história da filha, que nasceu com cardiopatia congênita grave

O jornalista maringaense Fernando Beteti lança no dia 2, em São Paulo, seu primeiro livro, “Não aceitei a sentença de morte que deram para minha filha”. Ele conta a história de sua filha Priscila, que nasceu em 3 de junho de 2003 e foi diagnosticada com cardiopatia congênita grave e atresia da artéria pulmonar com tetralogia de Fallot.

Os médicos disseram que a criança não sobreviveria até os 4 meses de vida. Um transplante até chegou a ser cogitado, mas foi logo descartado. Beteti então começou a pesquisar métodos alternativos que pudessem salvar sua filha, o que aconteceu. Ele se dedica desde então a compartilhar na internet, onde tem milhões de seguidores, temas como bem-estar, qualidade de vida e saúde integrativa.

“Pensei muito antes de decidir escrever esse livro. Afinal, tive que mexer em um passado que envolve muita esperança e amor, mas também muita dor, lágrimas e momentos extremamente difíceis para mim e toda a família. Mas, no fim das contas percebi que compartilhar essas memórias seria importante também para motivar as pessoas a nunca desistirem de seus sonhos e a jamais se deixarem abalar pela dureza dos ‘nãos’ impostos pela vida”, disse. O livro ainda traz bastidores e entrevistas exclusivas com médicos como Lair Ribeiro, Arnoldo Velloso e Stephen Sinatra.

Foto: Burzega

Advertisement
Advertisement