Como torrar a dinheirama?

A eleição municipal deste ano tem tanto dinheiro público que alguns partidos estudam como fazer para desovar toda a grana

O assunto teria sido tratado dias atrás em Brasília, no Partido Liberal: o que fazer para gastar o dinheiro público do fundo eleitoral, a principal fonte de receita para a realização das campanhas eleitorais? No caso do PL, supondo que cada parlamentar fosse candidato a prefeito nas cidades que representam, ainda assim sobrariam cerca de meio bilhão de reais – dinheirama para não botar nenhum defeito.

Como situação semelhante ocorre também em outras siglas, estuda-se lançar o maior número possível de candidatos por partido, para financiá-los com o fundo eleitoral (não confundir com fundo partidário, que é outro canal de recurso público para manter as dezenas de siglas partidárias.

No Paraná, União Brasil, PL e PP também estariam estudando fórmulas de gastar o máximo em candidaturas na maioria das cidades. Para entendedores, isso também significaria fazer caixa para a campanha de 2026.

Advertisement
Advertisement