Um risco que permanece

Mais uma vez um relato de descaso, que coloca em risco as pessoas que circulam no campus central da Universidade Estadual de Maringá

As nomeações na Universidade Estadual de Maringá vão de vento em popa, sinais de impessoalidade observadas por especialistas, mas os problemas continuam.

Como este: um poste , na passarela à direita da Biblioteca Central da UEM, que está apoiado apenas pelo fio, e que segundo estudante quando cair certamente cairá em cima da passarela. “Isso ja está há meses assim, ninguém vê, ninguêm liga. A vida dos alunos e das pessoas que por ali passam diariamente conta com a sorte, com o acaso.

Advertisement
Advertisement