Agora, com o arcebispo

Depois de falar que “movimentação da Igreja Católica” impediu resolver a questão do lixo, pré-candidato pepista foi conversar com o dom Frei Severino Clasen

Três dias depois de dar entrevista ao Manchete da TV Diário, repercutida aqui, em que citava a Igreja Católica, de forma enviesada, como responsável por não ter resolvido o problema do lixo no final de sua segunda e última gestão municipal, o ex-prefeito Silvio Barros II (PP) foi procurar o arcebispo metropolitano dom Frei Severino Clasen.

Ele postou em rede social que foi conversar com o arcebispo e se colocou à disposição “para dialogarmos constantemente sobre os diversos assuntos da nossa cidade”. Apertando a tecla SAP: foi tentar consertar o estrago, já que o protesto que brecou sua ideia de instalar um incinerador de lixo na cidade foi da sociedade organizada como um todo.

Na mesma entrevista o pepista disse ter saído da prefeitura com 40 processos, e por isso teve gente pensando que ele estaria trocando o PP pelo PSB, cujo número na urna é 40.

Advertisement
Advertisement