Morre Antonio Carlos Chamariz

Morre ex-deputado federal mais votado do PTB em Maceió, em 2010; maringaense foi um de seus assessores

Faleceu hoje em Maceió (AL) o ex-deputado federal Antonio Carlos Chamariz Ramos, 68. O sepultamento será neste domingo, às 17h, no Cemitério Memorial Parque, no bairro Benedito Bentes. O corpo será velado na capela 6.

Chamariz foi ‘menino de rua’, tornou-se empresário após batalhar muito com lojas de R$ 1,99 e fez carreira política no PTB, assumindo como deputado federal em 2009, depois de duas tentativas para vereador da capital alagoana (em 2000, quando ficou na primeira suplência para vereador e dois anos depois na segunda suplência para a Câmara Federal). Com a eleição do deputado federal Cristiano Matheus para prefeito de Marechal Deodoro, em 2008, Chamariz ficou a vaga que havia disputado em 2006. Antes da eleição de Matheus o deputado Gerônimo Ciqueira faleceu e foi substituído pelo primeiro suplente, Augusto Farias, irmão de PC Farias. Na eleição de 2010 Chamariz foi o mais votado do partido em Maceió, superando os principais nomes da política alagoana, como João Lira, mas ficou novamente na suplência.

Ligado à Assembleia de Deus, Antonio Carlos Chamariz Ramos foi presidente do PTB da capital de Alagoas e assessor do ex-senador Fernando Collor de Mello. Ele chamou para seu assessor de imprensa o maringaense Angelo Rigon; seu gabinete ficava ao lado do de Jair Bolsonaro. Há algum tempo ele teve uma perna amputada, por causa de diabetes. Sua esposa, Fátima, é cantora evangélica e era responsável pela revista “Dádiva”, editada por Rigon. Que Deus o tenha.

Foto: Luiz Alves/Câmara dos Deputados

Advertisement
Advertisement