Braga Netto mandou pedir dinheiro ao PL para financiar kids pretos, diz Mauro Cid

Câmeras e depoimentos confirmam presença de integrantes tropa de elite do Exército, que atua em missões confidenciais de alto risco, em vários pontos da praça dos Três Poderes em 8 de janeiro. Braga Netto teria indicado ao ex-ajudante-de-ordens de Bolsonaro pegar dinheiro no Partido Liberal para bandar o “pessoal”

Entre as muitas mensagens captadas no celular do tenente-coronel Mauro Cid, ex ajudante-de-ordens de Jair Bolsonaro, uma em específico está sendo tratada como pista relevante para ajudar a rastrear os financiadores dos atos golpistas do 8 de janeiro. A informação, de Bela Megale, está em O Globo.

É o diálogo em que Cid oferece ao major Rafael Martins de Oliveira auxílio de R$ 100 mil para ajudar a bancar a ida de um “pessoal” para Brasília para manifestações bolsonaristas.

As próprias mensagens indicam que o “pessoal” era um grupo de kids pretos, como são chamados os integrantes da tropa de elite do Exército, formada para atuar em missões confidenciais de alto risco e em operações de guerrilha urbana, insurgência e movimentos de resistência.

O que não está escrito na mensagem, mas Cid esclareceu em seu último depoimento, foi que ele recorreu a Braga Netto para conseguir o dinheiro – e o general mandou que procurassem o PL para pedir recursos.

De acordo com fontes ligadas à apuração, imagens das câmeras de segurança da Esplanada e depoimentos dos vândalos que estavam no meio do tumulto naquele dia indicam que havia kids pretos em vários pontos estratégicos da Praça dos Três Poderes.

Foto: Arquivo/Marcos Corrêa/PR

Advertisement
Advertisement