Enquanto isso, no palco da política..

Desde sempre Jean Marques sabia que seria o único beneficiário de uma possível cassação de qualquer chapa

Ah, o teatro da política! Mais uma vez somos brindados com um espetáculo protagonizado pelo procurador Jean Marques. Apontado como o maior interessado na cassação da chapa do PL, partido de Bolsonaro, agora ele surge nos bastidores da prefeitura como o salvador da pátria, prometendo assumir a vaga de vereador para não desagradar seu eleitorado. Que magnânimo!

Mas, como meus dedos não são baús, revelarei um segredo: desde sempre o procurador sabia que seria o único beneficiário de uma possível cassação de qualquer chapa, devido ao seu partido ter acumulado a maior quantidade de sobra de votos na última eleição. E para completar o show, assumindo agora, ele já projeta mais uma reeleição em 2024, como se a promessa de campanha de não fazer mais de dois mandatos consecutivos fosse apenas um roteiro flexível para sua carreira política.

E o que dizer das suas piruetas? De defensor dos servidores a protetor dos procuradores, que agora desfrutam de salários mais altos que o presidente da República, graças a seus esforços! Só no último mês, os vencimentos recebidos ultrapassaram os R$ 40 mil. O que pouca gente lembra é que Jean Marques durante sua passagem na Câmara, por conta dos vencimentos na prefeitura, recebia um salário quase 3 vezes maior que os demais colegas de legislatura.

E quem poderia esquecer sua temporada como líder do governo Ulisses Maia, seguida por uma mudança abrupta para a oposição? Uma verdadeira obra de arte em forma de traição política, tentando implicar a reeleição! Ah, mas não podemos deixar de mencionar as atuais fotos, visitas ao gabinete e eventos oportunos com o prefeito Ulisses Maia durante esse mandato, que agora serão convenientemente esquecidas.

Então, caro leitor, que tipo de político queremos na câmara de vereadores de Maringá? Chegou a hora de cobrar e exigir transparência daqueles em quem depositamos nossa confiança. Afinal, é o futuro de Maringá que está em jogo, e não podemos permitir mais este tipo de atitude.

Da sua eleitora Madame Savage.

Advertisement
Advertisement