Foi de propósito?

De 9 presentes ao palanque da inauguração do Podemos, somente um não foi convidado a falar: o representante de quem?

A inauguração da sede do Podemos em Maringá, ontem à tarde, foi marcada também por um erro de cerimonial que, tudo indica, teve motivação política.

Dos 9 convidados que foram chamados ao palco – incluindo o terceiro secretário inativo da executiva estadual -, 8 falaram. Ficou de fora, sem ser convidado para discursar, justamente Dr. Batista, que na condição de chefe regional da Casa Civil representava o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Como a festa do Podemos (comandado pela família Matos Silva) foi para Silvio Barros II (PP), aquele que deixou a prefeitura com 40 processos e responde a um por desvios de verbas públicas, especulou-se entre os presentes que não foi gafe: teria uma resposta da família Barros ao fato de o governador do estado ter conquistado o Partido Liberal.

Foto: Redes sociais

Advertisement
Advertisement