Comunidade escolar reage a projeto do governo de terceirizar o ensino público

Nesta terça-feira às 7h30 estudantes promovem primeiro protesto em Maringá contra tentativa do governador do estado

O grêmio estadual e alunos do Colégio Estadual Branca da Mota Fernandes, um dos mais tradicionais de Maringá, localizado na avenida Tuiuti, Vila Morangueira, tiveram a iniciativa: vão organizar nesta terça-feira, às 7h30, um protesto contra a ideia do governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) de privatizar o ensino público estadual.

A proposta – revelada aqui na terça-feira da semana passada – causou tão forte impacto que preocupou toda a comunidade daquele colégio, e pelo que percebe nos bastidores, de outros estabelecimentos de ensino público. Os pais estão apoiando a iniciativa dos filhos.

Além de prejudicar um voo de Ratinho para o Palácio do Planalto, a rejeição à ideia é tal que está deixando preocupados deputados da base aliada. Alunos e seus pais pretendem impedir a iniciativa do governo estadual, mas se chegar a acontecer votação os nomes dos parlamentares que votarem a favor serão amplamente divulgados, para que os eleitores não voltem a cometer o mesmo erro votando em quem conspira contra deveres do poder público.

Foto: Google Street View