Verocheque vence pregão para gerenciar o vale-alimentação

Licita

Com lance de 5,9% de desconto, a empresa Verocheque Refeições Ltda. venceu o pregão presencial realizado hoje pela Prefeitura de Maringá para contratar empresa especializada na prestação de serviços de administração, gerenciamento e intermediação de cartões de alimentação.
No total, 12 empresas participaram da concorrência.

Após concluídos os procedimentos administrativos para homologação da licitação, a empresa vencedora será notificada e terá cinco dias para assinar o contrato. Só então passará a contar o prazo de 10 dias úteis para a entrega dos cartões aos servidores. O secretário de Fazenda, Orlando Chiqueto, explica que a Prefeitura não terá custo com a administração do benefício. “O lucro da empresa será obtido da negociação que ela vai fazer com os estabelecimentos conveniados”, esclarece.
Com o desconto obtido na concorrência, o investimento anual é estimado em R$ 23,6 milhões, menor do que os R$ 26,7 milhões previstos inicialmente pela equipe econômica. O valor considera o número atual de 11,6 mil servidores, descontada a duplicidade de funcionários que possuem mais de um vínculo com a prefeitura e os cargos comissionados.
Como não houve contestação do resultado pelas demais licitantes, o processo segue para fase de homologação e, depois, de assinatura do contrato. Os trabalhos foram acompanhados por representantes do Observatório Social, vereador Jean Marques, assessores de vereadores e representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Maringá (Sismmar).
Compromisso do prefeito Ulisses Maia com a categoria, o vale-alimentação vai possibilitar a aquisição de gêneros alimentícios em pelo menos 200 estabelecimentos conveniados na cidade. O benefício corresponde a R$ 250,00, valor mensal disponibilizado em cartão magnético, com contrapartida de 20% do servidor.
Com sede em Ribeirão Preto (SP), a Verocheque atua no ramo de administração de cartões desde sua fundação, em 2004. A empresa possui 19 estabelecimentos credenciados em Maringá que aceitam o vale-alimentação, rede que deverá ser ampliada para atender o contrato com a prefeitura. (PMM)

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

11 pitacos em “Verocheque vence pregão para gerenciar o vale-alimentação

  1. E quem vai pagar a conta são os comerciantes maringaenses, que certamente vão pagar taxas para a empresa administradora que venceu acima de 8%, talvez 10%, ou vocês acham que eles vão fazer caridade?

    • Meu querido idiota de plantão. Não depositam em dinheiro porque não pode ser confundido com SALÁRIO. Trata-se de benefício. Tem que obedecer a lei, compreende,? Antes de vomitar critica absurda, se instrua.

      • Jumento atrasado….. pode ser lei mas é ridículo este sistema que para dar beneficio ter que ter um monte de atravessador, e se taxa de administração for muito alta esses supermercados conveniados repassam para o preço e você inteligente não vai perceber…

  2. A conta não fecha, em media os grandes supermercados pagam para as administradoras uma taxa em torno de 1,8%, se considerar custos de infra estrutura e impostos, isso cai para 1,5%, ou seja, como pode ser dado um desconto de 5,9% na fatura da prefeitura? Fica um déficit de 4,4% que em valores vai girar em torno de R$ 130 mil/Mês, no ano mais de R$ 1,5 milhão, qual será o lucro desta empresa? PODEM ANOTAR VAI DAR PROBLEMA EM BREVE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>