Paranaprevidência fica inviável em 8 anos

Na Gazeta do Povo desta quinta-feira, Rodrigo Batista informa que oFórum das Entidades Sindicais dos Servidores Públicos do Paraná teme que em oito anos falte dinheiro para pagar aposentadorias e pensões do funcionalismo estadual. Isso porque a diferença entre o que é pago atualmente pelos servidores e pelo governo do estado à Paranaprevidência e o que esses funcionários deverão receber no futuro (o chamado déficit técnico) aumentou em R$ 3,87 bilhões entre 2010 e 2011. O rombo chega a R$ 7,3 bilhões no acumulado. Leia mais.

No mesmo jornal, a notícia de que o Ministério Público do Paraná, quem diria, não vai divulgar os salários de seus servidores, por conta da lei de acesso à informação.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.