127.775 não querem continuação

Este foi o recado das urnas. em Maringá, quando 127.775 eleitores votaram em outros candidatos, em branco, ou anularam seus votos. Num universo de 220.770 eleitores, apenas 39,38% querem a continuação do domínio de Ricardo Barros sobre a administração da cidade, contra 60,62% que clamam por mudança, para valer. Portanto, nem tudo foi azul no primeiro turno. Resta a Pupin demonstrar que sua administração será realmente sua. Que não será marionete comando por Ricardo Barros, como aconteceu nesses oito últimos anos. Repito aqui algumas perguntas que seus adversários não lhe fizeram nos debates: Num eventual mandato, manterá Leopoldo Fiewisk como homem forte de sua administração? Trará ex-prefeitos de fora, para comporem seu quadro de secretários? Nomeará pessoas com ficha suja e acomodaram vereadores derrotados nas urnas? Aceitará todos os nomes indicados (impostos) por Ricardo Barros?
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.