TJ afasta conselheiro do TCE

O conselheiro Fabio Camargo foi afastado hoje do cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Paraná. A liminar foi concedida pela desembargadora Regina Afonso Portes, do Tribunal de Justiça do Paraná, em mandado de segurança impetrado pelo empresário Max Schrappe, um dos candidatos à vaga aberta no TC após a aposentadoria do conselheiro Hermas Brandão. A desembargadora entendeu que Camargo não apresentou a documentação necessária e não teve o número mínimo de votos para ser eleito em primeiro turno. O conselheiro não foi encontrado na noite desta quarta-feira para comentar a decisão, informam José Marcos Lopes e Euclides Lucas Garcia, da Gazeta do Povo. Leia mais.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

Um pitaco em “TJ afasta conselheiro do TCE

  1. Se o pai negociou com o piá de prédio e não entregou os depósitos compulsórios para fazer a festa, esse caso deveria ser encaminhado ao Procon. Para animar, os que imaginam um egrégio paulichiano melhor, o beneficiário da liminar que afastou o objeto negociado, pertence ao DEM. É uma beleza! Desde antes do Anibal. Fica a pergunta que não quer calar: Porque não nomeiam contadores para cargos onde apenas políticos advogados é que são nomeados? A supremacia da ordem sobre o conselho é constrangedor. Com a pecha de ainda ser tratado como mal necessário. Falando nisso, não vi mais banners nem cidadãos fiscais pendurados nas cercas do parque Ingá. Será que evoluíram?

Deixe seu pitaco