Administração tenta se promover às custas dos vereadores

convite promulgação lei
A administração Pupin/Barros, que coisa feia, usa o chapéu da Câmara de Maringá para fazer cortesia. O convite para a promulgação da emenda à Lei Orgânica do Município, que possibilita armar a Guarda Municipal, é assinado pela prefeitura, com logomarca da administração fantoche e da Setrans. Normalmente os que convivem no mundo político-administrativo, inclusive os jovens da Câmara Mirim, sabem que prefeito – seja ele teleguiado ou não – sanciona lei; quem promulga emenda à Lei Orgânica é única e exclusivamente a mesa diretora do Legislativo (artigo 27, parágrafo segundo, LOM), tanto que a própria câmara divulgou o ato, no convite apresentado como mais uma ação da prefeitura “por uma cidade cada vez melhor”.  No caso da proposta em questão, ela é de autoria dos vereadores Luciano Brito (PSB) e tenente Edson Luiz (PMN), ambos da Comissão de Segurança, e assinada por outros vereadores.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.