Cadê a indignação?

MG1

Ontem, ao expor aos vereadores da cidade os gastos com as câmeras de monitoramento e com os jogos de voleibol (leia mais), o Observatório Social de Maringá observou que ainda não recebeu a prestação de contas do R$ 1,5 milhão do IPTU do maringaense gasto com a feira de aviação realizada em agosto. A cobrança foi feita no último dia 15. A administração Pupin/Barros tinha prometido entregar em 15 dias; o prazo terminou na segunda-feira e, até agora, nada.
Aliás, enquanto a farra com o dinheiro público foi potencializada nesta gestão, não se vê o mesmo do lado da fiscalização – a não ser casos isolados e, agora, o empenho do OSM. Mas sempre tem gente que pergunta: e o Ministério Público, onde anda?

MG1

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.