Youssef operava caixa de Janene


O doleiro Alberto Youssef admitiu ontem que operava o dinheiro de propina recebida pelo ex-deputado José Janene, filiado ao PP e morto em 2010. Mas, no depoimento, o doleiro não chegou a dizer se tinha conhecimento de que sabia que movimentada verba do mensalão, conforme denúncia do Ministério Público Federal. “O caixa dele [Janene] ficava em minhas mãos”, disse o doleiro ao juiz Sérgio Moro. A informação, de Kelli Kadanus, está na Gazeta do Povo de hoje. Na Folha de Londrina, trecho do depoimento, ele diz que “minha função era administrar os recursos do José Janene. Na verdade, se ele precisava de determinado valor, me pedia e eu disponibilizava. Ou quando ele recebia dinheiro me entregava. Às vezes as contas ficavam positivas, outras vezes negativas. E esta conta também era usada por outras pessoas para receber valores. Era como um caixa, um caixa do Partido Progressista. Mas eu não administrava os recursos destes outros envolvidos, somente do Janene”.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.