O que aconteceu com as finanças municipais de Maringá?

Ilha Maringá

Todas as informações são que sempre houve superavit, arrecadação crescente, tudo às mil maravilhas.
Agora o prefeito alega que não pode dar nem a reposição para os servidores, oferecendo ridículos 4%. Houve pedaladas fiscais?

Estão reservando dinheiro para obras que podem propiciar ‘arrecadação’ para a campanha, via caixa dois, já que as empresas não poderão contribuir? O vereador Humberto Henrique, que é especialista na área contábil, poderia esmiuçar a contabilidade e nos responder. Ou seria melhor deixar pra lá?
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.